A HORA E A VEZ DE JEREMIAS
Jeremias - Pele e o afro no quadrinho
A HORA E A VEZ DE JEREMIAS
Jeremias - Pele e o afro no quadrinho

O selo Graphic MSP, coleção que reúne releituras dos personagens de Mauricio de Sousa, chega a 18° edição com Jeremias – Pele, com roteiro por Rafael Calça e desenhos por Jefferson Costa. Uma belíssima HQ que aborda o racismo pela visão de uma criança.

O afro no quadrinho nacional é personagem distante, o próprio Jeremias era, em grande parte, um coadjuvante. É curioso analisar que grandes editoras como Marvel e DC buscam protagonismo afro atualmente e o quadrinho brasileiro não possuir esse norte.

Em algumas análises, esse foco das grandes estadunidenses é visto como objetivo mercadológico e não ideológico, mas ainda assim vemos grandes histórias, como a Miss Marvel Kamala Khan, de G. Willow Wilson ou o Lanterna Verde John Stewart que ganhou relevância nas mãos de Dennis O’Neil e Neal Adams.

Voltando ao Brasil, o atraso na representação do afro nas HQs é muito forte. O mais famoso que pode se aproximar em representatividade é a Turma do Pererê, criada por Ziraldo, mas que apresenta de forma estereotipada através do personagem do folclore Saci.

Mas chegamos a hora e a vez de Jeremias. Na contracapa de Jeremias – Pele, o rapper Emicida diz “Jeremias está chegando na hora certa. Sem mais atrasos”. Sempre foi tempo de falar sobre racismo e colocar o afro com protagonista, mas o momento do lançamento foi o mais propício para Jeremias.

O alto índice de mortes de afros no Brasil e a morte de Marielle Franco foram fatores externos que “obrigaram” a vinda de Jeremias. Dentro dos quadrinhos brasileiros, o crescimento de Marcelo D’Salete é meteórico. O autor trouxe grandes publicações sobre a atualidade e a história afro, como Angola Janga, Noite Luz e Cumbe, sendo o último reconhecido internacionalmente com o  prêmio Eisner.

A hora de Jeremias chegar pode ser a mais atrasada, mas ela chegou, o futuro dirá se o quadrinho nacional abrirá os olhos para a importância dos afros nas HQs.

Últimas matérias

Gustavo Nogueira

estudante de jornalismo, formado em cinema na lafilm institute, autor do livro "quadro a quadro". além do êxodo, é colaborador do universo hq.

ENVIE A SUA MENSAGEM

ENVIE A SUA MENSAGEM