A caminhada mais importante da história
A caminhada mais importante da história

Há momentos da história que são esquecidos ou ignorados. Momentos que muitas vezes são partes fundamentais para entendermos a atual realidade tanto do país quanto do mundo. Em A Marcha presenciamos a luta contra a segregação racial nos Estados Unidos através da trajetória de John Lewis.

Escrita por Lewis e Andrew Ayden, a trama é contada de forma não linear, através do artifício de Lewis narrar sua história para outros personagens, como para crianças que vão visitar seu escritório. Alternativa inteligente, pois o leitor já busca um paralelo com as consequências na atualidade dos atos de Lewis.

A narrativa é concisa e produz uma boa construção para a história de Lewis, pontuando fatos de sua infância, adolescência e vida adulta. Tudo é conectado, trazendo relevância a fatos que poderiam ser tratados como pueris, como sua vida na fazenda e as consequências em sua vida como pregador e líder.

O ponto alto da HQ é, sem dúvida, seu início na luta contra a segregação racial. A trama surpreende ao não focar em Martin Luther King, o colocando como alguém de suma importância e respeito do protagonista da história, mas traz luz aos homens e mulheres que estiveram na luta para a liberdade dos negros.

A arte de Nate Powell é feita totalmente em preto e branco, e consegue trazer a emoção necessária para a história cercada de tanta tensão. Há momentos em que se destaca em criatividade, mas em maior parte ela segue o padrão comum das histórias em quadrinhos.  

A Marcha – Livro 1 será fechado em três livros, e é reconhecida por ser a primeira série de quadrinhos a vencer o National Book Award, um dos principais prêmios de literatura dos Estados Unidos. Por ser uma trilogia, este primeiro volume fica com a falta de uma boa conclusão, o que diminui o nível de qualidade da trama.

John Lewis possui uma importância gigantesca em todo processo de direitos civis do negros, e neste livro vemos apenas o começo. Ainda assim, o presidente Donald Trump falou há alguns meses em seu Twitter que Lewis “fala, fala e não faz nada”. Parece que todos temos que ler A Marcha.

Últimas matérias

Entrevista, mano

Entrevista, mano Entrevista, Mano O crescimento do podcast no Brasil tem sido exponencial e a cada momento surgem mais e melhores programas. O Êxodo entrevistou

Leia Mais »

Questionar é preciso

Questionar é preciso Questionar é preciso Nietzsche estava certo quando falava do super homem, mas no seu tempo ninguém o compreendeu. Quando escreve no seu

Leia Mais »

GUSTAVO NOGUEIRA

estudante de jornalismo, formado em cinema na lafilm institute, autor do livro "quadro a quadro". além do êxodo, é colaborador do universo hq.

ENVIE A SUA MENSAGEM

ENVIE A SUA MENSAGEM